O mandamento mais importante

 

Um mestre da Lei que estava ali ouviu a discussão. Viu que Jesus tinha dado uma boa resposta e por isso perguntou: — Qual é o mais importante de todos os mandamentos da Lei? Jesus respondeu: — É este: “Escute, povo de Israel! O Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças.” E o segundo mais importante é este: “Ame os outros como você ama a você mesmo.” Não existe outro mandamento mais importante do que esses dois. Então o mestre da Lei disse a Jesus: — Muito bem, Mestre! O senhor disse a verdade. Ele é o único Deus, e não existe outro além dele. Devemos amar a Deus com todo o nosso coração, com toda a nossa mente e com todas as nossas forças e também devemos amar os outros como amamos a nós mesmos. Pois é melhor obedecer a estes dois mandamentos do que trazer animais para serem queimados no altar e oferecer outros sacrifícios a Deus. Jesus viu que o mestre da Lei tinha respondido com sabedoria e disse: — Você não está longe do Reino de Deus. Depois disso ninguém tinha coragem de fazer mais perguntas a Jesus.

Anúncios

O cristão deve guardar o dia de sábado?

Deus fez o mundo em seis dias e no sétimo DESCANSOU

Da redação
redacao@arcauniversal.com

Imagine se todo o mundo tivesse de descansar exatamente no dia de sábado. Hospitais, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia, profissionais da área da saúde, enfim, todos os serviços públicos urgentes estariam literalmente paralisados. E se neste dia houvesse um acidente ou qualquer catástrofe? Como socorrer os acidentados? Como apagar os incêndios? Como atender uma mulher que vai dar à luz? Deveria esperar até o domingo? 

A Bíblia diz:

E acrescentou: O sábado, ou o sétimo dia, foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado, ou do sétimo dia. Marcos 2.27

Deus fez o mundo em seis dias e no sétimo descansou. Ele não mandou guardar o sábado e sim o sétimo dia. O sétimo dia para uns não o é para outros. Se começarmos a trabalhar no domingo, então o sétimo dia será o sábado. Se começarmos a trabalhar na segunda-feira, então o sétimo dia será no domingo, e assim por diante. Isto é, o sétimo dia de descanso pode ser qualquer dia da semana. Não necessariamente no sábado.

E Deus fez assim justamente porque já sabia que seria impossível todos guardarem um mesmo dia.

Esse raciocínio é a fé unida à inteligência. Só isso!

Jesus curou num dia de sábado e ainda deixou uma pergunta para os hipócritas: Se sua ovelha cair em um buraco num dia de sábado, por acaso não vai socorrê-la só porque é sábado?”

FONTE:http://www.arcauniversal.com/iurd/perguntas-e-respostas/

 

Um homem dominado por um espírito mau

 

jesus_expulsa_demonios

Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Cafarnaum, e, no sábado, ele foi ensinar na sinagoga. As pessoas que o escutavam ficaram muito admiradas com a sua maneira de ensinar. É que Jesus ensinava com a autoridade dele mesmo e não como os mestres da Lei.

Então chegou ali um homem que estava dominado por um espírito mau. O homem gritou: — O que quer de nós, Jesus de Nazaré? Você veio para nos destruir? Sei muito bem quem é você: é o Santo que Deus enviou! Então Jesus ordenou ao espírito mau: — Cale a boca e saia desse homem! Aí o espírito sacudiu o homem com violência e, dando um grito, saiu dele.

Todos ficaram espantados e diziam uns para os outros: — Que quer dizer isso? É um novo ensinamento dado com autoridade. Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem. E a fama de Jesus se espalhou depressa por toda a região da Galileia. (Marcos 1, 21-28)

2012 – O ANO DA MINHA TRANSFORMAÇÃO

COM FÉ EM DEUS ESTE ANO QUE ESTÁ COMEÇANDO HOJE SERÁ O ÍNICIO DE UM ANO COM MUITAS MUDANÇAS EM MINHA VIDA E PODE SER UM ANO DE DE TRANSFORMAÇÃO  TAMBÉM PARA VOCÊ AMIGO (A) INTERNAUTA QUE CRÊ NAS PALAVRAS DO SENHOR.

dEUS TEM A SOLUÇÃO PARA TODOS OS SEUS PROBLEMAS ! PARA DEUS NADA É IMPOSSÍVEL !

aceitarABRA SEU CORAÇÃO, DEIXE JESUS FAZER EM TI MORADA.

TENHA UMA VIDA DE COMUNHÃO COM DEUS.

Confia os teus cuidados ao Senhor e Ele te sustentará; jamais permitirá que o justo seja abalado. (Salmos 34:19)

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. (João16:33)

“Olhai as aves do céu, que não semeiam nem ceifam nem ajuntam em celeiros, e vosso Pai Celestial as alimenta; não valeis vós muito mais que elas?”

O Primeiro milagre de Jesus foi TRANSFORMAR água em vinho em uma festa de casamento…E se você quer uma transformação na sua vida, esta transformação depende só de você, com suas atitudes, seu modo de agir e fazer um propósito com Deus de que você quer mudar e vai mudar pois crê e acredita nas Promessas do Senhor.

J E S U S

O TEMA CENTRAL DE CADA LIVRO DA BÍBLIA

Jesus e Bíblia

GÊNESIS – O VALENTE DE JACÓ
ÊXODO – O CORDEIRO PASCOAL
LEVÍTICO – O SACRIFÍCIO PERFEITO
NÚMEROS – A ROCHA DE MERIBA
DEUTERONÔMIO – O GRANDE PROFETA
JOSUÉ – O PRÍNCIPE DOS EXÉRCITOS CELESTIAIS
JUÍZES – O FIEL JUIZ
RUTE – O RESGATADOR DIVINO
I e II SAMUEL – O PROFETA DA NOSSA CONFIANÇA
I e II REIS – O REI FIEL
I e II CRÔNICAS – O HERDEIRO DO TRONO DE DAVI
ESDRAS – O ESCRIBA VERSÁTIL DA LEI MOSAICA
NEEMIAS – O APAIXONADO POR JERUSALÉM
ESTER – O PROVEDOR DA ÚLTIMA HORA
JÓ – O LIBERTADOR ETERNO
SALMOS – O NOSSO PASTOR
PROVÉRBIOS – A SABEDORIA DE DEUS
ECLESIASTES – O EMINENTE PREGADOR
CANTARES – O ESPOSO DA IGREJA
ISAÍAS – O MESSIAS ESPERADO
JEREMIAS – O PROFETA QUE CHORA
LAMENTAÇÕES – O CONSOLO DE ISRAEL
EZEQUIEL – O SENHOR QUE ESTÁ ALI
DANIEL – A QUARTA FIGURA DA FORNALHA
OSÉIAS – O ESPOSO FIEL
JOEL – O BATIZADOR
AMÓS – O PRUMO
OBADIAS – O SALVADOR
JONAS – O MISSIONÁRIO EM TERRA ESTRANHA
MIQUÉIAS – O AJUNTADOR DE ISRAEL
NAUM – O CAVALEIRO DA ESPADA RELAMPAGUEANTE
HABACUQUE – O SANTO QUE VEIO DE TEMÃ
SOFONIAS – A RECOMPENSA DO SEU POVO
AGEU – O DESEJADO DAS NAÇÕES
ZACARIAS – O PROFETA DAS MÃOS FURADAS
MALAQUIAS – A RECOMPENSA DOS DIZÍMISTAS
MATEUS – O MESSIAS
MARCOS – O SERVO
LUCAS – O FILHO DO HOMEM
JOÃO – O VERBO ETERNO
ATOS – O QUE BATIZA COM ESPÍRITO SANTO
ROMANOS – O NOSSO JUSTIFICADOR
I e II CORÍNTIOS – O PROVEDOR DE DONS
GÁLATAS – O CUMPRIDOR DA LEI
EFÉSIOS – O SOLDADO CELESTE
FILIPENSES – O FORTALECEDOR DE VIDAS
COLOSSENSES – O TESOURO DA SABEDORIA E DA CIÊNCIA
I e II TESSALONICENSES – O QUE COROA COM JUSTIÇA
I e II TIMÓTEO – O NOSSO MEDIADOR
TITO – O FUNDADOR DA IGREJA
FILEMOM – O QUITADOR DAS NOSSAS DÍVIDAS
HEBREUS – O SUMO SACERDOTE ETERNO
TIAGO – O MÉDICO DIVINO
I e II PEDRO – O SENHOR QUE NÃO RETARDA A SUA PROMESSA
I, II e III JOÃO – O ÁGAPE DE DEUS
JUDAS – O PROFETIZADO POR ENOQUE
APOCALIPSE – A RAIZ E A GERAÇÃO DE DAVI

Fonte: Blog do Pastor Alessandro Ortense

O PASTOR E O FAROL

 

HFarolavia uma pequena cidade do lado oeste dos Estados Unidos, às margens do Oceano Pacífico, próspera e progressiva. Não era grande, mas tinha ruas largas e limpas, parques arborizados e os bairros cresciam rapidamente.

A areia branca da praia era como um colar entre os verdes dos morros e o azul do mar. E era ali, no mar, que estava a riqueza do povoado: a pesca.

Cada noite, os barcos varriam as águas com suas redes, trazendo uma quantidade de peixes tão grande que muitas fábricas se instalaram por lá para industrializar e exportar o pescado.

Na entrada da baía, havia um farol antigo que por anos prestava o valioso serviço de guiar os pescadores nas noites escuras de tempestade, iluminando-lhes o caminho no mar.

Nesta cidade, havia também uma igreja, que era a única. O pastor lutava com todas as forças para conscientizar as pessoas do Evangelho e do Juízo de Deus. Poucos lhe davam atenção e menos ainda freqüentavam suas reuniões. Mas o homem não desanimava.

Levantava cedo e passava um bom tempo orando sobre o altar, visitava os doentes, atendia aos que lhe procuravam e ainda se incumbia de acender o farol todos os dias pontualmente às cinco da tarde.

A cidade crescia e os negócios aumentavam. Os barcos eram mais modernos e traziam cada vez mais peixes. O mar era mesmo abundante. Quanto mais barcos viam, mais peixes apareciam nas águas. Ninguém voltava de rede vazia. Noite clara ou escura, ao se puxar a rede, lá estava o valioso tesouro que movia a vida da cidade.

Numa radiante manhã de sábado, o pastor, já com certa idade, morreu. Com exceção dos membros da igreja, ninguém percebeu o fato. Sem chamar qualquer atenção para si mesmo, o laborioso soldado do Evangelho partia da mesma forma que havia vivido.

Sentindo aquela perda, os membros da igreja mandaram uma carta ao prefeito, pedindo-lhe que providenciasse outro pastor. Porém, nenhuma resposta lhes foi dada.

O prefeito era mesmo muito ocupado. Um grande mercado de pesca estava sendo construído para atender os compradores de toda parte. Eram, na maioria, representantes das grandes fábricas da América que vinham fechar lucrativos negócios. Havia também planos para uma nova escola e ampliação do hospital. Com tantos projetos importantes, era mesmo difícil conseguir a atenção daquele homem.

Quando tudo parecia ir bem, a pesca passou a ser escassa. As redes, que outrora vinham cheias, passaram a vir vazias. Em princípio não se deu importância ao fato, afinal os estoques estavam cheios. Mas, com o passar do tempo, o problema se agravou. Os barcos eram lançados ao mar, varrendo cada centímetro das águas, porém, sem obterem sucesso.

O mercado ficou vazio. As fábricas fecharam e os funcionários foram demitidos. A construção da escola foi adiada, bem como a reforma do hospital. Muitos especialistas foram consultados, mas em vão. Ninguém sabia, mas o fato era que o peixe já não vinha na rede.

Desesperados, os pescadores continuavam sua luta. Na esperança de uma mudança, saíam todas as noites para a pesca, e foi numa dessas noites que uma tempestade rapidamente se formou sem que eles notassem. Logo o mar estava revolto e o céu, coberto de nuvens, não trazia nenhuma luz. Sem visão para navegar, um dos barcos, surrado pelas ondas, foi atirado violentamente contra o farol, que, desde a morte do pastor, nunca mais fora aceso.

Na manhã seguinte, o prefeito estava desolado em seu gabinete. Ele havia tentado de tudo o que estava ao seu alcance, sem sucesso. Pensativo e cabisbaixo, avistou sobre a mesa a carta dos membros da igreja, a qual dizia:

“Senhor Prefeito, nós, os membros da única igreja da comunidade, informamos a Vossa Excelência o falecimento de nosso pastor. Em seu ministério, ele orava todos os dias pela nossa cidade e pedia a Deus que nunca faltasse peixe no mar.
Preocupado com os pescadores, também acendia todas as tardes o farol para guiá-los nas noites escuras. Nunca esmoreceu. Se não tivermos outro homem de Deus que abençoe a pesca e acenda o farol, os peixes vão escassear e, numa noite escura, nossos barcos correrão o risco de naufragar, lançados pelas ondas contra algum rochedo no mar.”

O prefeito encontrou assim a resposta que buscava. Os fatos agora eram claros e óbvios à sua frente. “Mas como nunca me dei conta deste homem e de seu trabalho?”, indagou o prefeito a si mesmo.

A partir daí, ele entendeu que o pastor era como o farol, que não lança a luz sobre si mesmo, mas sim sobre as ondas do mar para iluminar o caminho dos homens. Aquele trabalho anônimo era mesmo de extraordinário valor.

Assim deve ser o pastor, um farol aceso por Deus. Não ilumina a si mesmo em busca da glória do mundo, mas lança sua luz para mostrar aos homens o caminho de Deus. No seu clamor, bênçãos são alcançadas e problemas evitados.

Muitas vezes só nos conscientizamos disto quando os perdemos e nos defrontamos com os problemas. Aí, só nos resta aprender a lição da importância do clamor de um homem de Deus. Não é isso que diz a Palavra do Senhor?

“Busquei entre eles um homem que levantasse um muro, e se pusesse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que Eu não a destruísse, mas a ninguém achei.”(Ezequiel 22.30)

Colaboração: Júlio Freitas

FONTE: BLOG DO BISPO EDIR MACEDO

O Diário de uma Bíblia

bíblia

 

Uma Bíblia resolveu que iria escrever um diário. O resumo ficou mais ou menos assim:

20 de Janeiro
Passei uma semana calma. Nas primeiras noites do Ano Novo, meu proprietário me leu diariamente e fervorosamente. Eu quase pulava de tanta alegria. Mas agora parece que me esqueceu um pouco. Acho que é a vida corrida dele, logo passará essa fase de pouco contato comigo.


16 de Fevereiro
Achei que essa fase iria passar rápido, mas fiquei toda empoeirada. Hoje, graças a Deus, foi faxina geral de final de verão. Fui desempoeirada como outros objetos e recolocada em meu lugar.


24 de Março

Fui utilizada depois do café pelo meu proprietário. Ele analisou alguns trechos e me levou ao culto. Acho que agora ele animou!


08 de Maio

Hoje foi um dia duro de trabalho. Meu proprietário dirigiu um estudo bíblico e teve que procurar vários versículos. Raras vezes os encontrava, mesmo estando todos no velho lugar. Será que ele anda esquecendo de mim?


29 de Junho

Fui colocada, juntamente com roupas e outros objetos, dentro de uma mala. Parece que estamos em viagem de férias.


10 de Julho

Ainda estou na mala, embora quase todos os outros objetos já tenham sido retirados. Será que farei parte dessas férias?


15 de Julho

Estou novamente em casa, no meu velho lugar. Foi uma viagem cansativa. Não entendo porque tive de participar dessa viagem, já que fiquei o tempo todo descansando na mala, quando eu queria mesmo era ser usada e manuseada.


10 de Agosto

Hoje fui utilizada mais um pouco. Meu dono procurou um versículo, pois um parente seu faleceu.


20 de Novembro

Não sei mais o que faço! Faz mais de três meses que só vou ao culto e mais nada. É do culto pra casa, da casa pro culto. Será que somente de domingo meu dono lembra de mim? Não aguento mais essa vida de monotonia!

Seria esta a sua Bíblia?

FONTE: Blog Cruz Vazia